30.3.10

a menina que mora em mim

'Como não era de curtir tristezas, pescou uma
estrelinha do céu, botou na testa e acendeu a alegria'

[Um girassol na janela]


Sorri com os olhos mais do que com a boca, porque a alegria pra ela só é verdadeira se vem de dentro. Aquela alegria boba que invade e fim. Acredita que o bem vai vencer no final, mesmo que as forças sujismundas digam o contrário todo-santo-dia. Se banha no reino das águas claras e sai purificada, porque é criança de alma.

Me benzo. Te benzes.

E seguimos fortes todasduas. A mulher de alma aleijada
e a menina curadora de todas as feridas.

.

12 comentários:

Winny Trindade disse...

Apesar de às vezes ser difícil nos controlar, a gente consegue!!
A força é aquilo que você sempre acha que não tem, mas ela está guardada, escondida, bem dentro da gente e só se manifesta quando precisamos!

Abraço

Natiii disse...

lindo de ler,de viver.Desejo muitos sorrisos as moças.E que a alegria de vc's possa alegrar -me tbm
beijão

Verônica disse...

que texto doce, magico..

Beijos querida

Ma.chine disse...

que encnto *-*


tbm vou colar uma estrela na testa, so pra acender a alegria

Beijo Cris

ErikaH Azzevedo disse...

E um morno começa a nascer dentro delas, nesse aconchego de coração pra coração, encostados, batendo num mesmo compasso que busca força, fé, paz...essas coisas pequenas e fundamentais do dia a dia, que muitos sentem como bobas, mas que elas tentam usar sempre como segunda pele, nessa amizade que é um abraço constante sempre a aquecer nos tempos de frio,de pele nua, um abraço tb feito de palavras.

Lindo Cris, a menina pipa merece, carinhos assim são tão importantes no superar...

Um beijo às duas...um beijo só, para que repartam, pq é dividindo assim que nos sentimos somar.

Erikah

Pipa. A que sonhava. disse...

Seus girassóis sempre me emocionam.


Chove esperança toda vez que olho para o meu quintal de sonhos, e vejo as sementes que me mandou pelo vento brotarem fortes e aliviadas. Dei metadade a ele. Acho que ele não plantou. Talvez ainda tenha alguma esperança (a pedra do velho hippie não me foi devolvida). Isto pode ser um sinal.


Visto-me do branco de suas palavras meu anjo de bruma. Meu coração se acalma cada vez que minha alma alcança a tua.



Mas por hora:

Neva. É um dilúvio em pó.



Te aqueço. Me aqueces.


Um abraço de urso panda

Denise disse...

almas anlaçadas
cumplices

longo suspiro
senti-me aconchegada

carinho

É Um Morango disse...

não é dificil sorrir, quando temos pessoas como vc Serena-Cris, que planta esperanças nos corações de pessoas que como eu, choronas e sensiveis.
Obrigada

Ziris* disse...

E a sua cura vem dentro de um vidrinho antigo, bem formoso e colorido! Quando a gente abre, sente o aroma brilhante da esperança!

Segura de um lado e eu de outro? É de Pipa que falo. Quando estivermos lá em cima, duvido que ela queira descer...

Abraço fortíssimo
!

Jaya Magalhães disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jaya Magalhães disse...

Eu posso seguir junto, posso?

Ai, moça! Eu entro no blog e me invade uma coisa tão tão boa. Chão de estrelas, sim. Hoje entendo o porquê desse nome.

E você mescla letras cheinhas de asas com imagens tão purinhas. Eu fico vendo o mundo do jeito mais doce possível.

Ler tuas palavras lá em meu canto, além daqui, é motivo que só me aumenta. Eu não sabia do quanto era preciso tê-la por lá. Não deixa nunca de ir!

Agora toma um beijo.

Robson Schneider disse...

Acho que sorrir com os olhos é uma dádiva viu?! geralmente gosto de quem o faz...
Abraço e lindo blog