24.1.11

tudo o que você podia ser

Ei, tome tento, rapaz. Quem gosta de clube da esquina aqui sou eu.


Quem ouve Caetano, Gil, Os mutantes e Nara, também sou eu. Nada de ficar confundindo meus gostos com os teus. Peraí, mas é sério o que você me fala? Você gosta de Bergman e Kieslowski? Ah, não, para vai, chega de curtir com a minha cara!


Ei, onde foi que você nasceu? Pra onde você viajou? Ei, cara me diz teu nome, me fala quem são teus pais. Me conta com quem você aprendeu este gosto por tudo. Me conta se você vai ao cinema e assiste a um filme inteirinho sem dormir. Se toma whisky sem gelo. Se tem medo do escuro ou de ficar perdido num domingo inteiro sem ter o que fazer.
Ei, cara, me mostra logo a outra face, aquela que sempre aparece depois do primeiro ano de namoro. Aquela que fica escondida, mas é a mais verdadeira que a cara que tá aí, exposta. Me mostra quantas você tem. Se é mais de duas, se é cinco ou seis.
De onde vem essa tua falta de interesse por futebol? Tua enormidade de tempo pra jogar assunto fora? Pra discutir Caio F. também. De onde vem essa tua calma? De onde vem a tua alma? Ei, me diz, como é que você consegue rir tanto de uma piada sem graça, de fazer escracho até com a própria dor? De levantar cem vezes, de tentar mais mil?
De onde você veio? Que força que te move? Qual é a tua religião? Você crê em que? E no bicho homem você ainda acredita? Ou você ainda tem um depósito carregado de esperança? Você finge que vê e não vê ou vê e finge que não?


Ei, cara, já sei, você nem existe.
Fui eu que te inventei.


.

3 comentários:

Ana SS disse...

Inventaste todos eles? Sou perita nisso.

Lu Tostes disse...

Talvez o nome desta face dele seja... A M O R. ;)

Estamos em sintonia... :)
Olha um post meu desta semana:

http://quintaneandoeoutrosgerundios.blogspot.com/2011/01/o-adolescente.html

Beijo grande.

Lilly M. disse...

Huum,
e talves ele seja tua melhor invenção.
*_ *