30.1.10

das importâncias


'Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser'
.
[Gonzaguinha]


A Zenilda, minha galinha de estimação, olhou-me de modo estranho hoje, à tarde. Olhou-me de frente, me encarando, como nunca fez antes. Talvez, ela esteja querendo dizer algo. Do tipo 'se toca, sua besta, larga mão de ficar reclamando e vai ser feliz de uma vez'. Porque ela é assim. Gosta de me dar uns toques, vezenquando. Gosta de dar palpites até nas roupas que eu visto, quando estão sérias demais: 'vai lá, bota uma cor viva que essa não tá com nada'. Ou quando eu me acabo na frente da televisão com um pote de sorvetes daqueles: 'se liga, a vida é lá fora, aprende'. Ou, então, quando estou numa fossa lascada, me matando de tanto ouvir aquele disco arranhado de sempre: 'Bota uma Ivete aí pra acabar teu tédio e levantar teu astral caído'. E, hoje, ela me fez um pedido importante: 'Promete pra mim que vai ser feliz?' Prometo. Por você, pela Giselda, Anita, Gorete, Lalinha e Donizete, suas hermanas de quintal (pra não dizer galinheiro, que é muito feio). Prometo me abster de amores caídos. Prometo retomar meus olhos exagerados de azul. Prometo acender uma vela de sete dias no peito. Prometo que ... vou ali ser feliz e já volto. Um beijo.
.

7 comentários:

Pipa. A que sonha. disse...

Ahhhhhhhhhh que delícia hermana.


Conversas que curam.
Sonhos que salvam.

Amém.


P.S.: Te conto. Me contas.

Costureira de estrelas. disse...

Que lindo! É bom ver que seu post está cheio de esperanças! Beijokas, querida Cris =*

ErikaH Azzevedo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ErikaH Azzevedo disse...

"Como eram mesmo aqueles versos que
falavam em primaveras, em morrer, em nascer de novo?
Como eram, você lembra?
- Ele perguntou subitamente ansioso e meio infantil,
puxando-a pelo pé como fazia às vezes nas manhãs
de domingo, quando ela demorava
a acordar e ele insistia cantando cantigas inventadas
num ritmo de caixinha de música:
Venha ver o sol oh meu amor!
Vista sua saia, vamos para a praia!
O dia está tão lindo oh meu amor!
Hoje é domingo lindo de sol."
(Caio Fernando Abreu)


MUito bom te ver assim Cris...cheia de esperança e ~energia de vida dentro de si.

Que teu sol brilhe e esquente ainda mais aí dentro querida.

Bjos

Erikah

Pipa. A que sonha. disse...

Ela não voltou.

Depois de ler isto tive a impressão de que ela seria feliz para sempre. E foi.


Carinho na alma.

Sylvia Araujo disse...

Olha que a Zenilda, que mora no quintal de dentro da gente que sonha, sabe das coisas. Ela não tinha nome ainda em mim. Te agradeço pelo batismo!

Adorei teu chão.
Eu volto, pode anotar!

Raiana disse...

É bom que mesmo onde pisas firme tem a beleza de céu né?! Devendo os comentários, mas me deliciando sempre com seus textos, se o destino é ser feliz nem carece volta moça! E segue espalhando os rastros de estrela nesse chão! Beijos nessa parte mais colorida tua, que é aí dentro, onde deve fazer um 'ziriguidum' animado hoje... rs