27.1.10

ele é quem vai dizer

'Eu não sabia, Senhor, que o mundo era tão vasto e doloroso. E que, desejando a vastidão do mundo, meu coração conheceria também a vastidão da dor. Por que, Senhor meu, permitiste que eu tentasse fugir da minha pequenez? Por que me deste todos esses sonhos muito maiores do que eu?'

Caio Fernando de Abreu In: Teatro Completo
- O Homem da Mancha, página 254.
.
.
.

2 comentários:

Pipa. A que sonha. disse...

O preço que se paga às vezes é alto demais.

Mas não importa.

"Me atiro do alto. E que me atirem no peito."


O Teatro Mágico.


Um beijo.

ErikaH Azzevedo disse...

Não sei o porquê da tua dor Cris mas sinto de cá o tamanho que ocupa aí no teu peito..não somos próximas mas de alguma forma me sinto solidária a ti, porque já doeu também,tantas vezes em mim, tantas dores de amor.. dor que veio mas que também já passou.

Não te aches pequenina assim.

Temos a exata medida do nosso sonhos querida.

Hoje vejo que o que um dia sonhei e não se realizou não era o que o futuro guardava de melhor pra mim.

O importante Cris, é não deixar de sonhar...

Um carinho em teu sentir...

Erikah